Precificação: como calcular o preço do seu serviço?

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Uma das etapas mais fundamentais no crescimento de um negócio é o momento no qual ele define a sua correta precificação. Ou seja, o preço cobrado no mercado pelos seus produtos e serviços.

Inclusive, também estamos falando de um dos maiores desafios enfrentados por quem deseja empreender e abrir um negócio. Afinal, são vários os fatores que devem ser levados em consideração para a definição de um preço.

Deste modo, dentre os fatores que devem ser analisados por um empreendedor no momento da precificação de produtos e serviços, podemos destacar alguns, como:

  • Custos;
  • Padrões de mercado;
  • Margem de lucro;
  • Percepção de valor.

Sendo assim, estamos falando de um processo que demanda bastante comprometimento dos empreendedores. Isso porque, a precificação, quando feita de forma indevida, pode prejudicar as finanças de um negócio.

Portanto, que tal compreendermos melhor como definir o correto preço de venda dos seus produtos e serviços? Acompanhe o nosso artigo com atenção e saiba como ser assertivo nas escolhas para a sua empresa.

Aproveite também para conferir o artigo sobre o assunto: MEI: Saiba como declarar o Imposto de Renda Pessoa Física (IRPJ).

O que é o processo de precificação?

O processo de precificação de uma empresa é fundamental para a sua gestão financeira, uma vez que, determina o preço de venda dos seus produtos e serviços. No entanto, não estamos falando de algo simples.

Deste modo, definir o preço se apresenta como uma das principais atividades estratégicas de uma empresa. Ela é de extrema importância para determinar o lucro de um negócio e incide diretamente nas suas finanças.

Isso porque, toda e qualquer empresa depende dos seus recursos obtidos por meio das vendas para cobrir os seus gastos. O foco ainda se apresenta em manter uma empresa aberta no mercado e ainda obter lucro.

Ou seja, a precificação deve ser suficiente para que o preço dos seus serviços e produtos cubra os seus custos e ainda seja capaz de gerar lucro para a empresa. O que abre as portas para alcançar a sua saúde financeira.

A fim de compreender tudo o que você precisa saber sobre a precificação, continue a sua leitura e tire todas as suas dúvidas! Vamos lá?

Confira também o nosso artigo sobre o assunto: Encargos Trabalhistas: Quanto custa manter um funcionário?

Quais são os objetivos por trás da precificação?

Os objetivos da precificação vão muito além do que apenas atrair novos clientes para a sua empresa. No entanto, o processo de definição do preço de produtos e vendas é capaz de determinar o futuro de um negócio.

Sendo assim, acompanhe conosco quais são os principais objetivos por trás da precificação de produtos e vendas:

  • Atingir o seu público-alvo;
  • Satisfazer o seu cliente;
  • Pagar as suas obrigações;
  • Alcançar melhores resultados;
  • Se posicionar à frente da concorrência.

A fim de compreender melhor como funciona a precificação de produtos e serviços, os empreendedores podem acabar cometendo alguns erros, principalmente na diferença entre preço e valor.

Leia também o nosso artigo sobre o assunto: Sua empresa cresceu? Saiba como migrar de MEI para ME de forma segura.

Quais a diferença entre preço e valor?

Com o intuito de ser assertivo no momento de definir a precificação de produtos e serviços, é de extrema importância compreender a correta diferença entre preço e valor.

Deste modo, o preço se apresenta como o preço pago para que um cliente consiga adquiri-lo. Logo, estamos falando de um termo relacionado às questões financeiras.

Por outro lado, o valor representa quais são os benefícios e os diferenciais que um produto ou serviço fornece aos seus clientes. Estamos nos referindo à sensação proporcionada por meio de uma compra.

Agora, que tal compreender melhor também como é o processo para definir a precificação da sua empresa?

Como precificar os produtos de uma empresa?

Com o objetivo de fazer uma correta precificação dos produtos de uma empresa, é necessário seguir alguns passos. Acompanhe a seguir como definir o preço de venda de maneira assertiva!

1. Identifique os seus custos

O primeiro passo para uma precificação assertiva é a identificação de todos os custos e despesas de uma empresa. Afinal de contas, o preço cobrado pelos produtos precisa ser suficiente para cobrir todos os gastos.

Deste modo, quando os gestores de uma empresa ignoram esta etapa, é possível correr uma série de riscos. O que pode acabar resultando em prejuízos financeiros.

Sendo assim, mesmo que uma empresa consiga obter um bom número de vendas, ela ainda pode acumular dívidas. Logo, é de extrema importância conhecer todos os gastos, permitindo assim a correta precificação.

2. Tenha uma margem de lucro

Toda e qualquer empresa precisa compreender quanto de lucro ela deseja obter com as vendas dos seus produtos. Afinal, além de cobrir todos os seus custos, também é necessário que um negócio obtenha lucro.

Desta forma, quando falamos em lucro, estamos nos referindo à diferença entre o faturamento obtido pelas vendas de produtos e as despesas de uma empresa.

Portanto, o foco de toda empresa, no momento de definir a margem de lucro na precificação, é buscar um equilíbrio.

3. Analise o seu mercado

A terceira etapa do processo de precificação é levar em consideração a situação do mercado e quais são os seus concorrentes. Isso porque, o preço praticado pela concorrência pode te dar uma base para definir o seu.

Sendo assim, um preço abaixo do mercado pode não ser suficiente para uma empresa, enquanto um preço acima pode afastar os seus clientes. Logo, busque definir o preço dos seus produtos de forma estratégica.

4. Markup

Já ouviu falar sobre o markup? Estamos falando de um índice que é utilizado no momento da formação de preços. Afinal de contas, é possível equilibrar os custos e o lucro por meio deste cálculo.

A fim de utilizar o markup, é necessário utilizar o custo de produção. Isso é, tudo o que a empresa gastou para produzir um item que, futuramente, será vendido. Logo, leve em consideração os seguintes aspectos:

  • Preço unitário do total da venda;
  • Despesas fixas (DF);
  • Despesas variáveis (DV);
  • Margem de lucro (ML);
  • Custo de produção (CP).

Sendo assim, o cálculo do markup é: 100/100 - (DF + DV + ML). Chegando ao resultado, basta multiplicá-lo pelo custo da produção.

Esses foram os principais passos para que uma empresa defina a sua precificação de maneira assertiva. Ficou alguma dúvida? Compartilhe conosco no nosso campo destinado para os comentários.

Caso precise de suporte contábil na sua empresa, conte com a Arka Online Contabilidade. Somos um escritório que presta serviços de contabilidade, consultoria trabalhista e tributária, composto por especialistas em e-Social Doméstico, MEI, Micros e Pequenas Empresas. Somos uma equipe multidisciplinar, composta por Contadores, Administradores e Profissionais de TI.

Aproveite para entrar em contato conosco e descobrir como os nossos serviços podem ajudar a sua empresa! Não se esqueça também de curtir as nossas redes sociais e acessar o nosso blog para mais conteúdos. 

 
 
Clique para avaliar este post!
[Total: 0 Média: 0]