Novos percentuais do INSS e detalhes que não são compartilhados

Tempo de leitura: 4 minutos

Um ponto importante que deve ser esclarecido é o seguinte: os novos percentuais do INSS refletem as reformas da Previdência Social em que as contribuições para esse imposto são definidas com alíquotas progressivas. Portanto, a lógica do INSS é coerente com a lógica do Imposto de Renda (IR). Portanto, com base no percentual do INSS, quem recebe menos pagará menos.

Então, você entende o processo agora?

Fique atento, pois ao longo deste artigo irei ilustrar de forma prática para que você possa absorver mais do tema. Além disso, ao final, você descobrirá os detalhes que vão revolucionar o seu negócio.

Em primeiro lugar, a ARKA Online, que está sempre em busca de agregar valor à sua jornada empreendedora, compartilhará aqui o novo percentual do INSS e o que você deve fazer a respeito. Acompanhe os tópicos abaixo!

Tabela INSS: visualizando cálculos pós-Reforma Trabalhista

A mais recente Reforma Trabalhista trouxe muitas mudanças na vida dos segurados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Uma das principais mudanças é um novo sistema de cálculo das tabelas do INSS e com novos percentuais do INSS. Essa tabela é responsável por definir a cobertura das contribuições do segurado.

Com a mudança da lei, uma nova forma de cálculo foi definida, e é isso que discutiremos neste artigo. Continue a leitura!

Por que existe e como são os cálculos da contribuição do INSS

Novos percentuais do INSS
Novos percentuais do INSS

As contribuições ao INSS são feitas para dar direito aos empregados da empresa a certos benefícios, como pensões, benefícios por morte, salário maternidade, pensão por invalidez, etc.

Esses benefícios garantem que os cidadãos continuem a receber uma quantia em dinheiro no caso de serem incapazes de trabalhar. Para garantir esses benefícios, um valor é descontado do seu salário mensalmente por meio da chamada alíquota do INSS empregador.

A empresa contratante é responsável por recolher a guia e descontar o valor diretamente do salário por meio de percentuais do INSS. Esse valor varia de acordo com o tipo de contribuinte e o trabalho que eles realizam.

Para os empresários, as contribuições são feitas por meio do pró-labore, e o valor do INSS também é descontado da remuneração. Os profissionais autônomos, por sua vez, não são obrigados a recolher e podem ou não fazer contribuições ao INSS.

Se você optar por contribuir e garantir esses direitos básicos, você deve se registrar na Administração da Previdência Social e gerar uma guia de pagamento. Os pagamentos podem ser feitos mensalmente ou anualmente.

Como ficou o sistema de cálculo com a nova tabela do INSS

Os cálculos do INSS são utilizados para a folha de pagamento dos funcionários da empresa. Um valor igual a um percentual da alíquota é descontado do salário do empregado e depositado na conta de benefício do INSS.

A principal mudança no sistema de cálculo da Tabela do INSS é que antes havia uma faixa de arrecadação, que variava de 8% a 11%. Com a mudança esse percentual varia de 7,50% a 14%, mudando, dessa forma, os percentuais do INSS.

Agora, o cálculo da tabela do INSS é feito passo a passo. Portanto, o valor aumenta gradativamente, de acordo com o salário do contribuinte.

Além de cálculos corretos, fique atento ao vínculo empregatício do empregado. Os profissionais com mais de um vínculo devem somar todas as suas remunerações para serem devidamente classificados na tabela.

Para o profissional que trabalha sob contrato CLT, mas também trabalha de forma autônoma, leve em consideração seu salário e as demais rendas para fazer o cálculo correto. A faixa de contribuição do INSS para profissionais autônomos é a mesma utilizada para profissionais CLT.

Não perca tempo! A Arka Online está aqui para te auxiliar com essa e outras questões.

Entre em contato para conhecer melhor os nossos serviços. O nosso compromisso é com a otimização do seu negócio.

Gostou deste conteúdo e quer saber mais? Fique atento às postagens no blog da ARKA Online.

Aproveite para ler também: o funcionário pode ter sua função alterada pela empresa?

Clique para avaliar este post!
[Total: 0 Média: 0]